Através quanto você pode beber álcool depois de antibióticos

Bebidas - forte veneno para as células do corpo, e receber imediatamente após o tratamento com antibióticos é perigoso para a saúde humana. O grau de exposição a substâncias medicinais sobre os órgãos internos, sistema nervoso depende da farmacêutica grupo de medicamentos antibacterianos. Esses medicamentos são capazes de curar a doença, da qual, há vários séculos, morrer cidades inteiras, e elas estão agora disponíveis para cada pessoa. Se surgiu a necessidade de beber vodka ou cerveja após a antibióticos, primeiro você precisa saber a respeito de efeitos colaterais.

O que é um antibiótico

através quanto você pode beber álcool

Os antibióticos são substâncias microbiana, sintético ou semi-sintético de origem, contribuindo para a redução do crescimento e da reprodução de patógenos ou causam a sua própria destruição. Pela primeira vez em 1928, Alexander Fleming fez a descoberta mais importante na história da medicina. Ele descobriu que o mofo, que apareceu no pão, suprimiu o crescimento de bactérias perigosas. Penicilina foi o primeiro antibiótico.

Essas substâncias agem apenas a infecção e a doença, causada por bactérias, e, no caso de vírus não são eficazes. Como os medicamentos são usados antibióticos que inibem o crescimento e o desenvolvimento de microorganismos perigosos, mas não podem prejudicar as células saudáveis macro. Eles produzem sob a forma de comprimidos, cápsulas, xaropes e soluções para intramuscular e intravenosa.

A descoberta dos antibióticos salvou muitas vidas de pessoas e contribuiu para uma rápida a sua recuperação nas fileiras das tropas soviéticas.

Você pode beber álcool depois de antibióticos

Cada especialista pode dizer com certeza que a abstinência de ingestão de bebidas alcoólicas pode ajudar a evitar vários complicações. A doença pode enfraquecer o sistema imunológico de uma pessoa, e o álcool, depois de um curso de antibióticos prejudicial, atua sobre os órgãos internos. Os médicos recomendam beber bebidas alcoólicas, não antes de 3-5 dias após a última ingestão de drogas, e se eles são de longa ação, a abstinência é preciso estender até 3-4 semanas.

Os antibióticos que são incompatíveis com o álcool

Existe um grande número de grupos de agentes antibacterianos de fundos, o que não é possível combinar com qualquer álcool. Tais medicamentos incluem:

  • Nitroimidazole risco elevado de desenvolvimento de disulfiram similis reactionem (recepção de bebidas alcoólicas só é possível através de 2 dias).
  • Fluoroquinolonas quando combinados com álcool deprimem o sistema nervoso, até o desenvolvimento de coma, permitido de álcool só depois de 36 horas.
  • Cefalosporinas ao interagir com álcool etílico dão disulfiram similis reactionem, o álcool pode tomar depois de 24 horas (quando a doença renal intervalo alonga).
  • Tetraciclinas danificam as células do fígado (hepatotoxic) muito tempo excretado do organismo, a ingestão de bebidas alcoólicas antes de, depois de 3 dias.
  • Os aminoglicosídeos e a nefrotóxicos, reforçam os efeitos colaterais de medicamentos, o álcool é permitido levar, não antes de 2 semanas.
  • Lincosamides afligem o sistema nervoso central e fígado, causando disulfiram similis reactionem, o álcool só é permitido através de 4 dias.
  • Macrolídeos causar cirrose hepática, especialmente Eritromicina. Ele é muito lento é fora do corpo, digamos que o álcool só depois de 4 dias.
  • . possível o desenvolvimento de vômitos, convulsões, disulfiram similis reactionem, o álcool pode levar até 24 horas.
  • A tuberculose drogas causam o desenvolvimento de medicamentos para a hepatite c em um instante corrente, em qualquer lugar do álcool é estritamente proibido.

Quanto o ato de antibióticos após o término da recepção

Os cientistas afirmam que os atuais substâncias antibióticos estão no corpo de pelo menos 3 noites. Existem medicamentos com causando (longa) a ação, elas aparecem apenas de 2 a 3 semanas. A consulta com um médico pode livrar-se da ocorrência de efeitos colaterais. É importante observar as seguintes opções, antes de iniciar a ingestão de álcool após a antibióticos:

  • o curso tem a duração do tratamento medicamentoso;
  • a sua compatibilidade com álcool etílico;
  • o tempo, através do que é permitido de álcool depois de tomar a última dose.

O que vai se misturar com o álcool

o que vai se misturar com o álcool

Álcool durante a recepção de antibióticos pode levar a graves conseqüências irreversíveis. A principal negativa respostas do organismo de tal combinação pode ser atribuída:

  1. Aumentar a resistência patogênicos da microflora. Antibacterianas medicamentos prescritos com o objetivo de destruir patógenos no organismo humano. O álcool se enfraquece o efeito destes medicamentos, enquanto as bactérias adaptam-se e adaptam-se à atual substância, aumentando a sua resistência a este grupo de antibióticos.
  • A transição aguda de doença crônica. O álcool pode acelerar o metabolismo da substância activa, quando esta droga se decompõe mais rápido e não tem tempo para actuar sobre o foco de inflamação. Para isso, o médico prescreve uma dose dupla de antibióticos, a carga sobre o corpo aumenta, e a doença é tratada com o mais longo e mais complicado.
  • O aumento da viscosidade do sangue com a combinação de álcool e de antibióticos pode levar ao desenvolvimento de acidente vascular cerebral ou um enfarte do miocárdio, e também problemas no funcionamento do coração e dos vasos sanguíneos.
  • A redução da concentração do medicamento devido a ingestão de bebidas alcoólicas. Quando a dosagem de agentes antibacterianos de drogas aumenta o seu médico, e quando o tipo de carga, o fígado e os rins trabalham para o desgaste. Talvez o desenvolvimento aguda insuficiência desses órgãos.
  • Perturbação da função hepática. O etanol (álcool e antibióticos fissão as mesmas enzimas hepáticas. Sob o impacto da produção dessas substâncias pode ficar em geral, o que levará a uma forte intoxicação e da opressão do trabalho do órgão.
  • O risco de desenvolvimento alérgicas graves consequências. O corpo humano é tão complexo o impacto pode não conseguir reagir. Anafilaxia ou angioedema letais é irreversível o resultado da interação de álcool com antibióticos.
  • Perigo especial chama disulfiram similis reactionem, que ocorre devido ao acúmulo de acetaldeído (middleware metabolito álcool etílico) em tecidos e órgãos, ele age como um forte nootrope sobre o sistema nervoso central. Perturbado a sua excreção e em meio a isso, ocorre uma grave intoxicação, acompanhada de: náuseas, vômitos, fortes palpitações, suar, febre, queda de pressão arterial, dor no estômago, vertigem e convulsões.

Quando você pode beber álcool depois de antibióticos

Há uma série de agentes antibacterianos medicamentos que você pode tomar bebidas alcoólicas. Bem, isso não quer dizer que cada comprimido para lavar o copo de vodka. Se possível, é melhor optar por sair do uso de álcool. A medicamentos as substâncias, compatível com etanol, são:

  • Penicilinas (possuem uma gama de ações).
  • Os antibióticos antifúngicos
  • Glycopeptides
  • Ansamycins
  • Heliomycin(curam doenças ENT órgãos e infecciosa, dermatite).

Mesmo se permitido comum a aquisição desta combinação, não podemos nos esquecer de possíveis respostas individuais do organismo, que podem causar pesado prejudicial a saúde. O uso de álcool após a antibióticos é recomendável começar depois um mínimo de 3 dias após a última adotada dose. Para evitar efeitos secundários, deve-se consultar um especialista.

As regras de admissão

O cumprimento correto dos antibióticos para ajudar a curar a doença sem o risco de efeitos secundários. Regras básicas:

  • tomar remédios apenas com receita médica (auto-medicação é perigoso para a saúde);
  • respeitar a dosagem exata e o tempo de recebimento do antibiótico;
  • a duração do tratamento medicamentoso determinará o médico. Em média, é de 5 a 15 dias, e a administração de drogas de ação prolongada de 1 a 4 dias;
  • lavar-se com o comprimido deve ser limpa água, decoction de pyrethri, não de um chá quente sem açúcar;
  • durante o tratamento com antibióticos é melhor abandonar a ingestão de alimentos gordurosos, que retarda a absorção de substância activa a partir do intestino para o sangue. Necessariamente precisa comer proteína animal na forma de carne de frango, coelho ou de peru. Limitar o número de ingerir carboidratos;
  • absoluta contra-indicação: o álcool depois de antibióticos, se passou menos de 3 dias.

As informações fornecidas no artigo leva de avaliação de caráter. O artigo não invocam ao auto-tratamento. Contacte o nosso pessoal qualificado, o médico pode fornecer um diagnóstico e dar recomendações de tratamento com base nas características individuais de um determinado paciente.

Quando você pode beber álcool depois de antibióticos? Os médicos não dão a resposta exata para essa pergunta. Cada grupo de antibióticos tem o seu mecanismo de ação, e, portanto, reage de maneira diferente ao álcool. Além disso, a maioria dos problemas, que precisam de terapia de tais medicamentos, requer a restrição de uso de certos produtos. Então, hoje vamos falar sobre antibióticos e álcool (quando você pode beber uma gota de álcool, as características de interação, os efeitos negativos).

As regras de admissão de antibióticos

as regras de admissão de antibióticos

Os antibióticos muito poderosos, mas perigosos de medicamentos. Antes de sua recepção, certifique-se de consultar um especialista. A principal indicação para o uso de medicamentos como a presença de uma infecção bacteriana, na qual o corpo não consegue lidar com suas forças. Se o médico marcou um curso de antibióticos, durante a sua ingestão deve obedecer a certas regras:

  • O cumprimento rigoroso do tempo e a multiplicidade de sua medicação. Isto é necessário para manter o sangue constante a concentração de determinadas substâncias.
  • A duração da ingestão de antibióticos é definido pelo seu médico. Como regra geral, o curso de terapia é de 5 a 14 dias. Algumas preparações de ação prolongada são tomadas de 1-3 dias.
  • Se tomarem a medicação deve ser limpa a água.
  • Durante o tratamento deve seguir uma dieta. Deve abandonar pesado de alimentos gordurosos e de álcool.

Por que não beber bebidas alcoólicas durante o tratamento com antibióticos?

Um dos principais requisitos durante a terapia com antibióticos - a recusa de álcool. Além disso, as bebidas alcoólicas não é recomendável tomar e após o término do tratamento dentro de um determinado período de tempo.

Por que o álcool, depois de um curso de antibióticos é contra-indicado?

  • Se entrar em contacto com o organismo, essas substâncias se decompõem em pequenos componentes, que se transformam em simples e compostos. Parte das moléculas álcool de bebidas coincide com as moléculas de antibióticos. Interagindo, eles podem levar a graves falhas no corpo.
  • Está provado que o álcool reduz a eficiência de agentes antibacterianos de medicamentos.
  • A mistura dessas substâncias dá uma grande carga sobre o fígado, o que afeta negativamente o seu trabalho e sobre o estado de um organismo em geral.
  • A resposta órgãos e sistemas, a combinação de álcool e produtos antibacterianos de fundos imprevisível.

Efeitos do consumo de álcool durante a terapia com antibióticos

Para responder à pergunta sobre quando você pode beber álcool depois de antibióticos, deve falar sobre as consequências da mistura no organismo dessas substâncias.

  • O mau funcionamento do fígado. Esta é a primeira e uma das mais graves consequências simultânea do consumo de antibióticos e álcool. Durante a recepção de medicamentos antibacterianos picos de carga de trabalho do fígado. O consumo de álcool no período de terapia com antibióticos inibe o funcionamento deste órgão. Por isso estão a ser violados os processos de metabolismo e as substâncias nocivas não são do corpo, e acumulam-se nele.
  • A combinação de álcool e de antibióticos pode ser a causa do desenvolvimento alérgicas graves manifestações.
  • Dor de cabeça, náuseas, vômitos, tonturas, convulsões - os sintomas mais comuns da intoxicação do organismo, que ocorre como um resultado da mistura de agentes antibacterianos de drogas e de bebidas alcoólicas.
  • O maior perigo durante a recepção de antibióticos para o organismo é a síndrome de ressaca. Ele pode causar turvação da razão e causar sérios mental violações.
16.08.2018