Por quanto tempo depois de antibióticos pode ser álcool

Cada pessoa sã informados sobre os perigos do álcool para o organismo, no entanto, muitos não estão dispostos a negar a si mesmo de errar, mesmo quando eles têm problemas sérios de saúde e o médico receitou-lhes o curso de terapia antibacteriana. Apesar do fato de que o álcool e os antibióticos são incompatíveis, muitos têm consciência de quão grave podem ser as conseqüências dessa interação, ou quanto tempo após a recepção de um curso de antibióticos pode começar a consumir álcool?

A interação de álcool e de antibióticos no organismo

álcool e antibióticos

Ainda em aulas de biologia da escola nos contam sobre o fato de que todas as substâncias estranhas no organismo começam a divisão mais peças simples. Esta cadeia de divisão continua até que a partir de substâncias não ficar apenas com peças originais, ou seja, proteínas, carboidratos, gorduras e aminoácidos.

As moléculas contidas no álcool, também serão divisão em suas peças, e muitas vezes acontece, é que eles podem coincidir com as moléculas de antibióticos. Tais compostos podem causar danos ao organismo e alguns sistemas e órgãos a ela começará a funcionar correctamente.

Por exemplo, se o álcool em conjunto com a droga "trihopol", o nosso corpo pode perceber como uma mistura de como a substância "teturam". O fato é que essas substâncias muito semelhante fórmula química, e isso pode, é muito prejudicial ao corpo humano. A pessoa pode acelerar o batimento cardíaco, aparecem dissabores, e o cérebro começa a funcionar pior, entorpecer a sensações e sentimentos. Portanto, as consequências podem ser muito negativas.

Similares de adaptação também pode ser resultar em problemas como:

  • um aumento de carga no fígado;
  • náuseas, tonturas, vômitos;
  • fortes dores de cabeça, turvação da razão;
  • o desenvolvimento de uma reação alérgica.

Por quanto tempo após o tratamento com antibióticos pode tomar álcool

Naturalmente, todos nós somos seres humanos, com suas pequenas fraquezas, e acontecem razões importantes feriados, quando prevalece o desejo de consumir álcool. No entanto, se durante este período de passar por um curso de terapia antibacteriana, do álcool deve desistir.

1. Durante o tratamento antibiótico corpo humano é muito frouxo. Se não considerar a infecção de sobrecarregar o sistema imunológico, os antibióticos também têm uma grande carga de stress sobre o coração, o fígado e os rins. Além disso, eles podem prejudicar seriamente o trato digestivo, em particular, a microflora intestinal. E se o "para concluir" corpo e álcool, alguns órgãos, especialmente os rins e o fígado, podem não suportar a carga. Tudo isso mais tarde repleta de tais doenças graves, como insuficiência renal aguda ou insuficiência hepática. O homem, afinal, não o inimigo de si mesmo, para tão estúpido ruína" o seu corpo.

2. A recepção de bebidas alcoólicas em 100% reduz a eficácia da terapia antibacteriana quase zero. A razão reside no fato de que as bactérias, que afeta o álcool, receberão a resistência, simplificando, se tornam totalmente imune à droga. Portanto, para livrar-se da infecção, o indivíduo é forçado a tomar decisões mais fortes da nova geração de drogas, que, além de ainda maiores problemas com a saúde, também pode ser ótima para "bater muito caro". Além disso, de longe, não são raros os casos, quando, depois de várias técnicas de álcool bactérias adquirem resistência a todo o tratamento, e a pessoa acabará por morrer de sepse.

Essas são as principais razões pelas quais a pessoa vale a pena abandonar o consumo de álcool durante e após um curto período de tempo após o tratamento. Afinal, a maioria das bactérias (os seus esporos) ainda algum tempo permanecem no foco de infecção. Além de sobrecarregar o seu e enfraquecido o organismo, mais uma vez não vale a pena.

Por quanto tempo depois de antibióticos pode ser o álcool, por que não combinar?

No mercado de farmacologia, há um grande número de agentes antibacterianos de medicamentos, cada um dos quais tem diferentes ativos de uma substância, no entanto, o mecanismo de ação têm o mesmo: a destruição de bactérias patogênicas. A maioria das pessoas é extremamente cético em relação a medicamentos anti-bacterianos, assim como sua recepção pode prejudicar seriamente o organismo humano, e até mesmo o único a ingestão de álcool é capaz de causar apenas destrutivos vigor. O fato é que o álcool aumenta os efeitos secundários dos antibióticos, assim, reduzindo a sua produtividade. Além disso, a mistura de álcool e de medicamentos antibacterianos podem danificar seriamente o fígado, que não é capaz de lidar imediatamente com duas tóxicos de substâncias.

Um fato curioso: mesmo que a maioria dos profissionais médicos e farmácias não podem, a 100% a afirmar que a reação do organismo seguirá para uma mistura de álcool etílico com a substância de antibióticos. Farmacológicos empresas ainda não fazem testes especiais, assim como eles tem certeza absoluta de que nenhum homem quer tentar combinar essas substâncias. Na verdade, e a verdade, a maioria das pessoas não corre o risco de combinar esses componentes, mas há uma classe de pessoas que acreditam que nada de ruim vai acontecer.

antibióticos

Mas, como vemos, as bebidas alcoólicas têm um grave impacto sobre o funcionamento do corpo humano e pode afetar seriamente o organismo.

Também uma mistura de álcool e de agentes antibacterianos medicamentos pode causar alergias, e até mesmo, se a imunidade da pessoa de lidar com a carga de medicamentos, o uso de álcool pode interromper completamente a sua função, que, posteriormente, repleto de manifestação de uma reação alérgica. São conhecidos até casos graves de complicações, o que levou até mesmo a morte. A intolerância ao medicamento pode manifestar-se quando quiser, e para ir a esse tipo de risco é muito perigoso.

No entanto, os efeitos do álcool no período de recebimento de agentes antibacterianos de drogas é intensificado, o homem imediatamente bêbado, mas ressaca síndrome pode durar mais de um dia. Além disso, os antibióticos são drogas de drogas do grupo, e há a probabilidade de dependência.

Quanto tempo depois de tomar antibióticos pode ser consumido álcool?

Para cada tipo de antibióticos apresentam uma taxa temperança. Em alguns casos, você pode começar a beber já depois de terminado o tratamento, em outros, é recomendada a exposição de pelo menos dez dias. Os especialistas, em qualquer caso, ressegurada, e recomendam a abster-se de álcool pelo menos 10-15 dias de modo a evitar possíveis efeitos indesejáveis.

Mais frequentemente do que a duração neste caso, é sempre indicado na embalagem. Por exemplo, um antibiótico de "trihopol" a necessidade de se abster de bebidas alcoólicas pelo menos uma semana. Todos os casos são individualizadas, portanto, é preferível vai ouvir os conselhos do doutor. Se o paciente pode ocorrer problemas com os rins ou do fígado, um período de abstinência vale a pena prolongar para evitar possíveis complicações.

Em qualquer caso, se você mantenha a saúde e passar no curso do tratamento antibiótico, do álcool vale a pena optar por sair, caso contrário, as consequências podem ser terríveis.

01.07.2019