Posso beber bebidas alcoólicas com antibióticos?

A terapia é bastante complexo processo, que pode ser refletido em todos os sistemas do organismo. Portanto, o tratamento antimicrobianos meios requer um claro cumprimento das recomendações. Antibióticos e álcool – é bastante questionável a combinação. Como ser, se o tratamento anti-bacteriana drogas coincidiu com um importante evento sobre o qual não se descarta a aquisição de bebidas alcoólicas?

Noções básicas sobre antibióticos

antibióticos e álcool

Antimicrobianas fundos são usados no tratamento de uma variedade de processos patológicos infecciosa de caráter. Há uma variedade de medicamentos, cada um projetado para a terapia de uma determinada doença. Farmacologia está se desenvolvendo rapidamente e, consequentemente, surgem novos medicamentos e formulações.

Muitos dos interações de ferramentas que você pode tomar até mesmo na infância. Dependendo das propriedades do medicamento e da doença, a duração do consumo de medicamentos é de alguns dias até dois meses.

Atribuir agentes antibacterianos tem um profissional médico qualificado.

No período de uso destas formulações é altamente indesejável fazer pausas. É necessário seguir rigorosamente da estratégia terapêutica, a proposta de um especialista. De quente bebidas em qualquer caso, é desejável para dar, assim como durante a doença, eles relaxam o corpo. Quando você pode beber álcool após o uso de antibióticos, o paciente relata o médico.

Compatibilidade com álcool

Há várias boas razões, porque não é desejável para consumir a bebida com antimicrobianos meios. Tandem alcoólica bebida e os antibióticos pode causar um efeito especial.

É uma substância utilizada no tratamento de dependência de álcool com o objetivo de formar uma aversão ao álcool etílico. Quando combinado com a farra de dissulfiram provoca efeitos manifestações, que ajudam a acertar o paciente tem o desejo de beber.

O álcool depois de antibióticos pode causar tais reacções negativas:

  • perturbação do ritmo cardíaco;
  • uma forte dor de cabeça;
  • náuseas e vômitos;
  • a sensação de calor no tórax, pescoço e face;
  • problemas respiratórios;
  • o aparecimento de convulsões.

Em caso de sobredosagem uma das substâncias é possível, mesmo letais. Perigoso para a vida é a combinação de bebidas alcoólicas e de antimicrobianos de fundos do grupo nitroimidazoles, bem como cefalosporina.

Durante o uso de antibióticos álcool é capaz de exercer um efeito tóxico para o fígado. Algumas ferramentas, quando combinados com álcool etílico formam ligações perigosas. O resultado dessa combinação pode ser induzido a hepatite.

Ao combinar as duas substâncias incompatíveis surgem também problemas com o metabolismo. Para a absorção de alguns medicamentos necessários enzimas produzidas também do fígado, com o objetivo de divisão de etanol. No caso de compartilhamento de ingestão de álcool e meios, pode ser suficiente para o processamento de antibióticos. Em conseqüência disso, a substância ativa do medicamento se acumulam nas células em abundância.

Outra razão por que não pode beber álcool em conjunto com o antibiótico, é mau o impacto da combinação sobre o sistema nervoso. Alguns fármacos antibacterianos têm a propriedade de inibir a consciência, portanto, tandem fortemente inibe a habilidades motoras.

Compatível com macio bebidas

Qualquer compulsão inclui o etanol, assim, falar sobre os tipos de seguros de álcool é um absurdo. Mesmo uma pequena quantidade de álcool etílico é capaz de provocar uma indesejável para o corpo da resposta.

Absolutamente toda a compulsão pode desativar o anti-microbiano de ferramentas. Mesmo ligeira cerveja não pode ser considerado inofensivo. Nesta variedade de âmbar, a bebida contém 0,4-0,7 graus.

Sobrecarregando o fígado, compulsão bloqueia o processo de excreção de substâncias nocivas do corpo, o que leva ao acúmulo de toxinas. Produtos de decomposição das bactérias também são capazes de formar conexões maliciosas com etanol.

Compatibilidade com forte álcool

prejudicial de álcool

Forte de álcool é considerado ainda mais perigoso em período a terapia antimicrobial. A concentração de etanol nele significativamente maior que no macio bebidas. Mesmo uma pequena quantidade de vodka, conhaque ou outro similar, o álcool pode causar efeitos desagradáveis.

Só o álcool é capaz de causar intoxicação de todo o corpo e toda uma gama de sintomas desagradáveis. Devido a intoxicação ocorrem distúrbios do sistema digestivo, fraqueza geral, problemas de pressão e um ritmo cardíaco. Ao combinar álcool com antibióticos, intoxicação efeito pode aumentar.

Não se deve esquecer o fato de que nem sempre a compulsão alimentar é de alta qualidade. Nas lojas muitas vezes você pode encontrar falsificação de documentos. Hotéis baratos e não marca causar ainda mais danos ao paciente no período de tratamento antibacteriano.

Efeitos de alinhamento

Com informações sobre a compatibilidade de antibióticos e álcool, bem como saber sobre os efeitos colaterais e conseqüências de compartilhamento de recepção, pode-se chegar a algumas conclusões. Os médicos são contra a combinação da bebida com todos os seus medicamentos. Eles oferecem durante a doença esquecer álcool.

Antimicrobianas medicamentos vêm em sintético e natural de origem. O uso de qualquer uma das opções se reflete negativamente sobre a saúde humana. A conseqüência da união de antibióticos com álcool tornam-se diferentes efeitos colaterais.

A combinação de medicamentos com etanol pode causar:

  • supercrescimento;
  • reacções alérgicas;
  • o aparecimento nocivas de microrganismos de sustentabilidade para a ferramenta;
  • a intensificação existentes de patologias crônicas;
  • o desenvolvimento da doença dos órgãos internos;
  • renal e fígado violações;
  • redução da qualidade do tratamento antibacteriano.

Seguro o intervalo de tempo para adaptação

A combinação de álcool com qualquer composição antibacteriana perigoso para o organismo. Entendo por quanto tempo após a ingestão do medicamento é permitido beber álcool, você pode excluir todos os prováveis efeitos de exposição.

Seguro intervalo depende do período de excreção de drogas meios:

  • Cefalosporinas. Este grupo, por sua estrutura é semelhante em muitos aspectos pelo dissulfiram e, se o paciente recusa a beber, causando uma resposta adequada. Beber após o consumo de medicamentos similares podem ser depois de 24 horas. Em doenças de órgãos urina, este intervalo pode aumentar.
  • Fluoroquinolonas. Agentes antibacterianos esse tipo de inibir o trabalho do sistema nervoso e, juntamente com uma grande porção de álcool é capaz de causar a alguém. Para alertar consequências desagradáveis, é permitido beber um mínimo de 36 horas.
  • As tetraciclinas. Medicamentos muito tempo excretado do organismo, produzindo efeitos prejudiciais para o fígado. Portanto, comer quente bebidas podem ser depois de 3 dias.
  • Cloranfenicol. Ao mesmo tempo a tomar o medicamento com álcool pode haver convulsões e vômitos. Seguro o intervalo entre o meio de medicamentos e bebidas — dia.
  • Os aminoglicosídeos. No caso de coincidir com o álcool, causam problemas de audição e têm efeitos tóxicos no aparelho urinário sistema. Para evitar reações adversas, recomenda-se tomar soluções à base de álcool bebidas não menos de duas semanas após o término do tratamento.
  • Macrolídeos. Quando combinado com etanol, há a probabilidade de desenvolvimento de cirrose (particularmente no tratamento de Eritromicina). Ao contrário da maioria dos outros antibióticos, aparecem lentamente. Após a terapia de beber só é permitido através de semana.

Em caso de ingestão de bebidas alcoólicas antes de iniciar o tratamento, você deve esperar pelo menos três dias. Este tempo é suficiente para o organismo conseguiu livrar-se de produtos de decomposição do etanol. Em qualquer caso, se o paciente tiver dúvida, sempre consulte o seu médico pessoal, é permitido beber álcool, quando está tomando antibióticos.

Os antibióticos, com os quais o álcool é contra-indicada

compatibilidade de álcool e de antibióticos

Existem antimicrobiais da ferramenta, a combinação com o álcool irá causar apenas uma pequena e temporária de reações adversas. No entanto, existem antibióticos que é expressamente proibida a combinar com a farra.

Para o perigoso antimicrobial componentes são esses tipos de medicamentos:

  • As tetraciclinas. Eles são normalmente utilizadas na terapia e os diferentes amplo espectro de ação.
  • Os aminoglicosídeos. São considerados um dos mais fortes grupos entre antibióticos e mal combinados com outros medicamentos.
  • Cefalosporinas. Em conjunto com quente bebidas, medicamentos dessa categoria causam uma forte intoxicação alimentar.
  • Macrolídeos. Devido ao uso de álcool no período de tratamento de drogas, tóxicos ocorrem lesões cerebrais e ao fígado.
  • Os antibióticos que são usados no tratamento da tuberculose e da lepra.
23.07.2019